jusbrasil.com.br
18 de Novembro de 2018

A Política do Caos

Uma análise do atual cenário político do Brasil.

Diego Araujo Granjeiro, Advogado
há 3 anos

A Poltica do Caos

O Brasil esta literalmente um caos na política. E ao analisar o jogo político chegamos sempre a um mesmo denominador comum. Difícil é falar a um povo que não quer ouvir, fácil é falar na mudança sem ajudar a fazê-la. Observar as atitudes do Congresso Nacional, Senado e dos Políticos esta cada dia mais difícil, devido a um alto número de informações caluniosas veiculadas pela mídia.

O atual cenário poderia ser comparado a uma viagem de avião. Nessa viagem de avião observamos um piloto extremamente competente (Opinião Pessoal), representado pela presidente Dilma Rousseff. Porém, neste mesmo avião, vemos os comissários de bordo perdidos, pois alguns gostam e outros não da comandante. Vemos a Primeira Classe reclamar e gritar drasticamente, inclusive sabotando peças do avião, para que este caia. Observamos a classe executiva apoiando os gritos da primeira classe, porém sem saber ao certo pelo que estão gritando. Vemos a classe econômica perdida diante dos gritos, muitas vezes silenciosa, apenas observando o que se é dito pelo autofalante do avião e dos programas de áudio e vídeo que cada hora veicula uma noticia diferente, porém quase sempre com o conteúdo de que o avião irá cair e que é preciso mudar o piloto.

Dentre os pilotos disponíveis no avião verificamos no mínimo sete, sendo que o que mais se destaca é o que mais grita, tendo pouca experiência de voo já quase derrubando uma aeronave de menor porte e com problemas pessoais com drogas ilícitas.

Fato é que o brasileiro tem que pensar... Mas diga-me como pensar, se o país, não foi ensinado devido ainda à precária educação e cultura. E quando me refiro a cultura, longe de mim falar que o brasileiro não é culto. Mas o brasileiro não lê, não gosta de obras de arte, não gosta de filosofia e detesta matemática. Porém, gosta de futebol, pornografia e novelas.

O Brasileiro antes de tudo é um vencedor, venceu a miséria, venceu a fome, porém isto, tudo a um grande custo. A região sudeste, mais precisamente São Paulo, acredita que são os grandes financiadores dos programas sociais instituídos pelo PT, acreditando serem os grandes protagonistas da economia brasileira. Certamente São Paulo detém uma grande parcela na economia do Brasil, mas isso se deve a ajuda de outros Estados brasileiros que o ajudam, afinal pode não parecer mas São Paulo também é parte do Brasil.

Diante dos absurdos vemos surgirem ideias retrogradas como inclusive movimentos separatistas, volta da ditadura, etc. Algumas pessoas acreditam que com estes miseráveis programas sociais o Brasil já vive uma espécie de Comunismo ou Socialismo. Estas pessoas não leram Marx, ou qualquer outro filósofo. Mas leem a revista VEJA, assistem o Jornal Nacional, o FLIP e leem resumidamente as matérias veiculadas no site UOL, IG, TERRA sem fazer nenhuma analise ou comparação de que aquilo que é veiculado é verdade ou não.

E agora o jogo político tornou-se um grande e intrincado jogo de xadrez. Porém, sem a governabilidade necessária que fazem com que no intrincado jogo, as peças movam-se em várias direções sem que tenhamos, a priori, a capacidade de bem calcular os efeitos de cada um desses movimentos.

Vejamos algumas das jogadas de atores políticos relevantes lançadas no tabuleiro apenas nas últimas horas: a) Mercadante, também conhecido como Mercapedante, fala sobre a possibilidade de um acordo político suprapartidário, envolvendo inclusive o PSDB, deixando militantes petistas bastante irritados; b) quase no mesmo momento, Michel Temer faz um apelo aos líderes partidários no sentido da união para a superação das crises política e econômica; c) a FIESP e a FIRJAN, que representam a indústria no país, divulgam uma nota pública que é, ao mesmo tempo, um resposta positiva ao pedido de Temer e uma crítica à irresponsabilidade de Eduardo Cunha que, para livrar-se da prisão, trabalha no sentido de inviabilizar a economia do país; d) o PSDB desespera-se e assume uma postura golpista, pedindo, também em nota pública, a convocação de novas eleições; e) Eduardo Cunha conseguiu aprovar as contas dos governos de Itamar Franco, FHC e Lula, limpando a pauta para votar as contas - e talvez rejeitar - do primeiro mandato de Dilma Rousseff, não sem antes criar novas despesas públicas; f) Romero Jucá informa que o Senado Federal não será pautado pelos "delírios" que chegam da Câmara; g) Renan Calheiros participa de um jantar "secreto" na casa de Tasso Jereissati, cujo objetivo era o de discutir a possibilidade do impeachment de Dilma, mas registra no Senado o compromisso, permitindo que o jantar se tornasse conhecido por todos.

h) O Senador Romário ataca a revista VEJA, que afiliada do grupo abril que detém um dos maiores sites de informação do Brasil (UOL) e indiretamente é conectado a globo.

i) O PT lança uma campanha de contra-ataque ao PSDB, tentando uma maior motivação dos seus eleitores nas urnas que devido a vários ataques na mídia torna-se cada vez menor o número de apoiadores.

Com base na avaliação dessas jogadas posso prever que os resultados serão os respectivos:

a) o nome de Rodrigo Janot não encontrará dificuldade em ser aprovado no Senado e Renan Calheiros não criará dificuldades para isso; b) Eduardo Cunha será "fuzilado" pela PGR (Janot) antes do final de setembro, a despeito dos seus encontros com Merval Pereira na sede do Jornal O Globo; c) o TCU aprovará as contas de Dilma, com ressalvas, inviabilizando a possibilidade do impeachment;

d) a burguesia capitalista que acredita estar financiando os programas sociais criará cada vez mais empecilhos ao programa de ajuste fiscal (austeridade mascarada) visando aumentar os gastos públicos de forma a sabotar o próprio Brasil;

e) As manifestações do dia 16 de agosto tomarão grande proporção, pois o povo esta adaptando-se aos tradicionais rolezinhos na paulista e em outras capitais, alcançando níveis recordes, porém ainda muito abaixo do esperado para se solicitar um impeachment.

f) a inflação vai para o centro da meta antes da metade de 2016; g) em 2017, o crescimento econômico retorna e a maior parte das obras de infraestrutura começa a ser inaugurada;

h) No final de 2017, a Petrobras anunciará que novamente voltará a lucrar, tendo recuperado em quase sua totalidade os roubos decorrentes das más gestões da empresa, dando continuidade com novas licitações e um programa de governança corporativa.

i) Lula é eleito Presidente da República em 2018;

J) E o povo ainda não saberá jogar xadrez...

19 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Isto é que é ser um PTista fanático.
Dizer que a Comandanta da aeronave é "extremamente competente", é negar o óbvio. O Brasil se encontra nesta situação por causa da extrema incapacidade administrativa, e não por causa de Eduardo Cunha, roubos na Petrobrás, rede globo, UOL, TERRA, ou qualquer outro meio de comunicação. Como o nobre autor é formado em Administração, não sou eu que vai lhe dizer que onde se gasta mais do que arrecada, a falência é iminente. Esta é a única causa do estágio atual da Economia brasileira. Aliás, a competência da Comandanta é tamanha, que faliu uma loja de R$ 1,99. O resto, é resto. Sem mais comentários. continuar lendo

Caro Adilson Mendes...
Primeiramente gostaria de lhe responder que o rótulo de PTista, PTralha, etc... São apenas rótulos que estimulam a crescente demanda de ódio e movimentos retrógrados separatistas. Há de se avaliar o cenário político de posições neutras. Como disse, há de se pensar... Não sou, e nem tenho a intenção de ser o dono da verdade, mas encarecidamente lhe peço que antes de rotular alguém observe atentamente todos os fatos. Como salientei, é mera opinião pessoal, e você tem total direito de discordar acerca disso. Convicções pessoais podem nos levar a cometer erros gravíssimos, assim como a mídia. Esta mesma mídia que julga antecipadamente a lide, é aquela mesma mídia que condenou o caso da Escola Base. A corrupção não nasceu com a ascensão do Partido dos Trabalhadores ao Poder. Ela já existia antes disso e acreditar que um partido político chegando ao poder, todos os problemas de corrupção irão se resolver, é mais ilusório do que acreditar em papai noel ou em fadas. A Administração Pública é uma máquina bem complicada... Os servidores públicos são como engrenagens e tem que estar perfeitamente alinhados para funcionarem bem... Essa grande engrenagem é o Brasil e deve trabalhar para o povo. Não se trabalha sozinho, é preciso empenho de todos, se não, o avião cai! E nesse avião nobre amigo, estamos eu e você, quer você goste de mim ou não, talvez apenas alguns assentos de distância, mas mesmo assim, estamos no mesmo avião... E eu não quero morrer, nem torço para que o avião caia, agora me responda... E você? continuar lendo

Caro Diego Araújo Granjeiro,
Quem está rotulando é Vossa Senhoria. Estes vocábulos de "discurso de ódio", só surgiu com o PT no poder, para designar a oposição. Para o PT, assim como na Venezuela, Cuba, Bolívia, Coréia do Norte e todos os países de regimes totalitários, qualquer opositor é chamado de golpista. Eu não me referi à corrupção como privilégio de um partido ou de outro, apenas, a mencionei, assim como mencionei a mídia ou o congresso de estarem sendo chamados de culpados pela grave situação em que vivemos, sendo que esta situação só tem um responsável. Um governo que gasta mais do que arrecada. Não se viu até agora, um gesto de corte de gastos, mas sim de retirada de direitos de estudantes, com o corte do FIES e dos trabalhadores com as restrições do Seguro Desemprego. continuar lendo

ou seja ....uma petista fanático. continuar lendo

Sinceramente apenas um expectador observando o atual cenário político brasileiro. Não compartilho com os ideais do PT atual, pois obviamente aliar-se a tal partido no exato momento demonstraria um total desconhecimento das artimanhas e estratégias políticas que fizeram tal partido chegar ao poder. Como no presente momento aliar-se ao PSDB denotaria uma extrema falta de inteligência, bem como um profundo desinteresse histórico e social na progressão social. É preciso pensar nobre amigo...Apenas pensar... continuar lendo

É....o cenário é o mesmo de 1985, 1989.1994,2003,2011,2015 e continuará a ser o mesmo, com apenas uma diferença; pararam de emitir dinheiro.
A roubalheira é a mesma há 30 anos, os políticos são; senão os mesmos, parentes daqueles (sim, pois aqui politicagem passa de pai p/filho).
As velhas raposas NÃO querem mudança alguma,o Judiciário...idem, e assim seguimos com a mesma cantinela de ontem e o povo, ora...... o povo
ainda se satisfaz com futebol,carnaval e novelas da globo.Alguma mudança no Brasil varonil? Que o digam Temer,Renan,Sarney,Lula,FHC,Color e mais uma infinidade de canalhas.
Dia 16/08 vem ai, será que haverá força suficiente para mudanças?Veremos.. continuar lendo

As letras f, h, i e j são previsões ambiciosas. Por exemplo, como saber que em 2017 estabilizaremos a inflação? Como é de conhecimento comum, uma crise dura em média 5 anos e não apenas 2, o que dificultaria essa previsão. E quanto à Petrobrás?

Para que tudo isto aconteça é necessária a ocorrência de determinados fatos, que por sua vez são influenciados por diversos fatores.

Ademais, o texto foi tendencioso em defender o Executivo e atacar o Legislativo, sendo que ambos possuem uma parcela de culpa sobre a atual crise. continuar lendo

A análise foi feita através de fundamentos atuais. Sei que há diversos fatores externos e internos que podem fazer com que essas previsões não se concretizem nesse prazo. Contudo, parti do principio do atual cenário político e das próximas jogadas neste intrincado jogo. Também partilho de que ambos os poderes são responsáveis pelas crises no país, porém, o atual cenário denota maior procrastinação por parte de um dos poderes. Ao se chegar ao Poder, muitos se entorpecem com ele. Alguns anseiam tanto por ele, que esquecem-se de os meios para se obter ele são muito importantes. É um jogo, podem haver jogadas não planejadas, mas é preciso pensar, observar, e desconfiar... continuar lendo

O chefe do executivo é a rainha da Inglaterra. legislativo é o abutre. O judiciário vive á sombra do dois. continuar lendo